Entrevista completa com Matheus Lucas (@M_LucasSVH) | Style Olverbord

terça-feira, 21 de junho de 2011

Entrevista completa com Matheus Lucas (@M_LucasSVH)


Bom meu nome é Matheus Lucas, conhecido na dança como Matheuzzim Lucaas, tenho 16 anos moro no município de Dourados – MS e tenho várias paixões e claro uma delas é o FREE STEP, pra falar a verdade esse é umas das maiores paixões que eu já tive não me considero um cara famoso ou coisa do tipo e nem sou, mais já fui bem reconhecido algumas vezes por dar o meu melhor e claro ser humilde dentro deste estilo que está crescendo na sociedade. Danço FREE STEP há quase dois anos, e treino diariamente, mais precisamente duas ou três horas por dia (há dias que treino um pouco mais ou menos) tenho me dedicado muito, já dancei em vários outros lugares pra fora, e em breve estou indo a um dos maiores eventos, junto com os melhores deste estilo, que é a euforia, graças a minha paixão e amor a este ritmo que mudou minha vida.

  Como e por que surgiu essa paixão pelo FREE STEP?  

Começou quando vi alguns amigos dançando e eu meio que odiava, 
mais passei a gostar quando entro o assunto que meninas amavam 
dançar o antigo rebolation. Quando eu passei a ver que não era só 
uma coisa que usava pra me divertir, e sim para reunir amigos fãs dessa
 dança, zuera, etc.

Por que dançar FREE STEP?  O que hoje ele significa pra você? 

Bom o FREE STEP me faz sentir livre como se eu tivesse voando, fazendo meus 
movimentos, ele me faz esquecer-se da rotina e dos problemas, eu passei a dormir 
melhor a noite, hehe.

    E o preconceito, você enfrenta muito? 

Demais, quase todos os dias ou quando você reúne os amigos que dançam em 
algum lugar público e chegam alguns que não gostam do estilo e começam a nus 
insultar e falar  mal de tudo, sem contar que eles falam mal das nossas roupas, 
mais isso é umas  das partes que  agente tem que enfrentar de cabeça erguida 
se você ama mesmo o que faz. Não digo isso só  do FREE STEP e sim em tudo, 
pois o preconceito ta em todos os lugares.











 Mesmo com esse novo estilo dos adolescentes, de se vestir como quer e ter 
seu próprio estio, as pessoas ainda te chamam de “Emo”? 
Sim, pois nossas roupas são quase as mesmas que a do “emo”, mais fazer o que, 
agente gosta de se vestir assim, alem do, mas combina e é muito bom pra dançar 
com os tênis que usamos e com uma calça mais justa, mais não agimos como 
“emo” por isso não nos consideramos.

  E seus pais, eles sabem que você dança? Como eles reagem? Aceita normal?

Sim eles sabem que eu danço, e da muito apoio, pois eles acham que é melhor eu 
ta dançando fazendo exercícios, sem prejudicar os estudos do que ficar na rua 
fazendo baderna e coisas que não presta, usando drogas, etc.





E a fama com as meninas? Aumentaram depois que você começou a dançar?

Bom esse foi o motivo de eu ter começado a dançar NE, hehe. E deu certo mais não me 
gabo por isso, pois isso não é muito bom como eu achava que ia ser, mais aumenta sim. 

   Um ídolo na dança para você? 

Bom o meu é o Shuray, mais existem outros como David Tenório, Gaah Mendes, 
Arthur Suri, Lee Ferreira, Japinha, Rick Barbosa, Sonic, Wiiu Tex, etc. Bom esses são os principais.

Ouve que tipo de musica?  Um ídolo na musica? 

Scrillex, Dimitry G., Ali Nadem, Fast Foot, etc.

1-    Em campeonatos, como funciona? Quantas vitórias e quantas derrotas? Você conta? 

Bom títulos eu já ganhei dois, um individual e outro de dupla, mais já fui vice 
campeão mais duas vezes, mais o que pra mim é importante é você chegar 
e dar seu melhor pra platéia te aplaudir, não tem nada melhor que isso pra mim.



  É isso aê manin, sucesso pra você e parabéns por ser escolhido para a entrevista, SUCESSO! 

Eu é que agradeço por ter recebido essa grande oportunidade já é a segunda entrevista que dou e sempre que quiserem estou aqui, respondo o que quiserem, obreigado!

Olhem o video dele gente:



Bom ja faz um tempo que não gravo videos solos, este é meu ultimo e ja faz quase quarto meses, mais ta saindo um novo logo logo!








0 comentários:

Postar um comentário